Notícias

EMBRAPII debate oportunidade de cooperação internacional

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) se reuniu nesta quinta-feira, 5 de outubro, em Campinas, com todas as suas 42 instituições credenciadas. Em pauta, temas de cooperação internacional, oportunidades em P&DI e modelos de financiamento de projetos de pesquisa em inovação com a indústria nacional.

No encontro, foram detalhados os editais de cooperação internacional do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e Serviços (MDIC) em PD&I. Os editais são voltados para que empresas brasileiras elaborem propostas de cooperação que resultem em novos produtos, processos de aplicação industrial direcionados à comercialização no mercado doméstico e global.
“Já tivemos muito sucesso com experiência com o Reino Unido, Suécia, França. Para isso, assinamos acordo com o MDIC para incentivar e institutos de ciência e tecnologia (ICT) e empresas brasileiras e estrangeiras a estabelecerem cooperação com as Unidades EMBRAPII. O foco é internacionalizar a indústria nacional”, destacou o presidente da EMBRAPII, Jorge Guimarães.

Israel é um dos países que tem acordo de cooperação tecnológica com o Brasil e tem demostrado grande interesse em se aproximar da indústria nacional. A gerente da Agência de PD&I, ligada ao Ministério da Economia daquele país, Tamires Poleti, destacou o desejo do país em buscar oportunidades no mercado brasileiro. “O encontro é uma oportunidade para apresentar as empresas israelenses, fomentar parcerias e iniciar um relacionamento com as instituições de pesquisas brasileiras”, destacou.

O representante no Brasil, do instituto alemão Fraunhofer-Gesellschaft (maior organização de pesquisa aplicada da Europa), Ronald Dauscha, ressaltou que os projetos da rede EMBRABII têm grande chance de dar certo e justificou o sucesso a três fatores: “equipe de governança objetiva e competente, processo estruturado de homologação de novas unidades e avaliação de propostas de projetos bem criteriosa”.

No encontro, os participantes também puderam tirar dúvidas sobre os contratos com o Sebrae, que amplia o limite de recursos não-reembolsáveis para o desenvolvimento de projetos de inovação industrial por pequenas e médias empresas, além de participarem de uma visita aos laboratórios da Instituto Eldorado, sede do evento, que desenvolve projetos na área de internet e computação móvel. Também estiveram presentes os diretores da EMBRAPII José Luis Gordon (planejamento e gestão) e Carlos Eduardo Pereira (operações).

Sobre a EMBRAPII – A EMBRAPII mantém contrato de gestão com o Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Ministério da Educação (MEC) e atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, tendo como foco o fomento a pesquisas de inovação.

O financiamento da instituição obedece a seguinte regra geral: a EMBRAPII pode investir até 1/3 das despesas para determinada pesquisa, enquanto o restante é dividido entre a empresa e o instituto de pesquisa parceiro. Ao compartilhar riscos de projetos com as empresas (por meio da divisão dos custos do projeto), estimula-se o setor industrial a inovar mais e com maior intensidade tecnológica para, assim, potencializar a força competitiva das empresas tanto no mercado interno como no mercado internacional. Atualmente, são 330 projetos em andamento com 210 empresas, totalizando R$ 525 milhões.