Unidades Embrapii

ISI Metalurgia e Ligas Especiais

O Instituto SENAI de Inovação em Metalurgia e Ligas Especiais – ISI MLE – oferece soluções inovadoras em produtos e processos metalúrgicos. Com sete laboratórios e duas plantas-piloto, instalados em uma área construída de 2.500 m2, em Belo Horizonte, Minas Gerais, o instituto possui um conjunto completo de equipamentos de ponta e infraestrutura abrangente para atender às empresas do setor siderúrgico, produtores de não ferrosos e toda a cadeia industrial associada a estes segmentos. Os serviços oferecidos permitem melhorar o desempenho de ligas metálicas por meio de métodos modernos, como simulações computacionais, de conformação a quente e tratamentos térmicos.

O ISI MLE faz parte do Centro de Tecnologia e Inovação – CIT, uma unidade do SENAI criada em 2011 por meio de convênio com o Estado de Minas Gerais, originada da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais – CETEC. Desta forma, o ISI MLE alicerçou sua competência em pesquisadores e laboratórios do Setor de Tecnologia Metalúrgica do CETEC. Grande número de projetos de pesquisas e prestações de serviços tecnológicos foram executados, desde a implantação do CETEC em 1972, até sua transformação em SENAI. O ISI em Metalurgia e Ligas Especiais possui, por este motivo, larga experiência no trabalho conjunto com indústrias do setor mínero-metalúrgico de Minas Gerais e do País.

Com o objetivo de promover o aumento da competitividade da indústria brasileira por meio da transferência de conhecimentos, pesquisa aplicada e inovação, o ISI MLE renovou suas instalações laboratoriais, a partir de 2011, com recursos da ordem de 32 milhões de reais provenientes do BNDES e do Senai – DR/MG. Cabe destaque a aquisição de softwares e base de dados para simulação Termodinânica computacional, microscópio eletrônico de varredura de alta resolução – FEG com EDS e EBSD, microscópio eletrônico de transmissão com EDS, microscópios óptico e confocal, difratômetro de raios-X, máquina de ensaios de fadiga e tenacidade à fratura, medidor simultâneo TG-DTA/DSC, dilatômetro de têmpera com deformação, simulador de processos (Gleeble) e fornos para elaboração de ligas.

 

Área de competência – Aços e Ligas Especiais

Tem foco no desenvolvimento de ligas metálicas visando a melhoria de suas propriedades citando-se elevada resistência à corrosão, mecânica e à fadiga, dentro de parâmetros desejáveis de boa trabalhabilidade a quente e boa soldabilidade. Está alinhada às necessidades do setor siderúrgico e de ligas não ferrosas para atender os segmentos estratégicos de óleo & gás, metalmecânico, automotivo, naval, aeroespacial, de energia, entre outros. Engloba várias etapas de processamento metalúrgico, desde a elaboração da liga, passando por processamentos térmicos e mecânicos, sempre apoiada por análises microestruturais e ensaios de desempenho.

COMPETÊNCIAS

Aços e Ligas Especiais

  • Projeto e Elaboração de Ligas

Visa a concepção de novas ligas metálicas ou a otimização das existentes. Trata do estabelecimento da composição química otimizada de ligas e sua produção em em escala de laboratório ou piloto por fusão à vácuo fusão

  • Processamento termomecânico

Objetiva a análise dos processos de deformação a quente de ligas metálicas que levam ao controle de sua microestrutura, resultando em propriedades melhoradas para diferentes aplicações, propriedades estas que não podem ser obtidas apenas pelo controle de sua composição química. O processamento termomecânico permite utilizar mecanismos de endurecimento e de amaciamento, que ocorrem durante a deformação a quente, como ferramentas para controle da microestrutura da liga. O desenvolvimento de processos de tratamentos térmicos também possibilita alterações microestruturais que permitem a obtenção de componentes com desempenho diversificado a partir de uma única composição química.