Projetos são frutos de parceria entre EMBRAPII, Senai e ABDI e estarão prontos para aplicação em 40 dias

O combate ao coronavírus no Brasil recebeu reforço nesta segunda-feira (27). O Edital de Inovação divulgou dez novos projetos de PD&I voltados para o enfrentamento da pandemia no país. São inovações que abrangem as mais diversas áreas tecnológicas, como Inteligência Artificial, Biotecnologia e desenvolvimento de Ligas e Materiais avançados. Os projetos somam R$ 4,5 milhões em investimentos e devem ser finalizados em 40 dias. Todos serão realizados por Institutos Senai de Inovação que compõem a rede de Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII).

Esta é terceira seleção do Edital, realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Ao todo, foram investidos R$ 24,5 milhões em 25 projetos de inovação.

Entre os aprovados, está o projeto da empresa Opto, que consiste no desenvolvimento de uma plataforma de software de visão computacional e inteligência artificial para a detecção à distância de pessoas febris. O sistema vai utilizar câmeras termais para identificar pessoas com febre e enviar um alerta para que ela seja encaminhada aos serviços de saúde. A ideia é que a plataforma monitore ambientes industriais e comerciais, permitindo uma retomada segura das atividades produtivas no país e maior controle da covid-19. O projeto será implementado em parceria com a Unidade EMBRAPII ISI em Sistemas Embarcados, localizado em Santa Catarina.

A empresa Novus foi outra selecionada com um projeto que busca reduzir a contaminação de profissionais de saúde durante a triagem de pacientes em centros de saúde. Será desenvolvido sistema com uso de câmeras e sensores de temperatura, frequência cardíaca, percentual de oxigênio no sangue, frequência respiratória e pressão arterial. A ideia também é que os dados obtidos na triagem alimentem bases de dados de hospitais com o perfil de pacientes e a classificação de risco, por meio de algoritmos de inteligência artificial, para ajudar na gestão das unidades. O projeto será conduzido pela Unidade EMBRAPII ISI Metalmecânica.

Outra solução escolhida foi o desenvolvimento de um revestimento antiviral de fácil aplicação, por meio de spray, baseado em nanopartículas de prata. O revestimento poderá ser aplicado em superfícies como maçanetas de portas, puxadores de armários, mesas e bancadas, balcões de atendimento, corrimões de escadas e corredores, entre outros. O projeto foi apresentado pela TNS Nanotecnologia e pela Paumar (WEG Tintas) e será realizado em parceria com a Unidade EMBRAPII ISI Eletroquímica, em Curitiba.

Confira todos os selecionados:

Projeto Empresa proponente
Redução de contaminação cruzada em CTI: dispositivo (plug & play) com filtro biológico para instalação na linha de saída dos respiradores Oliverri Fabricacao de Embalagens e Produtos Ortopédicos
Biosanitizante líquido para superfícies em geral Soleá do Brasil
Biomoléculas com ação anti viral S Cosméticos do Bem
Formulação para fabricação de solução alcoólica antisséptica com tanino, como agente de desinfecção para uso em higienização de larga escala e como EP Tanac
Composição polimérica para fabricação de diafragma para ventiladores pulmonares mecânicos Ventlogos
Plataforma de software de Visão Computacional e Inteligência Artificial para a detecção de pessoas febris em aglomerações OPTO
Plataforma de hardware, orientada para a Identificação e o rastreamento sem contato de pessoas hipertérmicas, em ambientes comunitários Ponfac
Triagem Remota Inteligente Novus
Revestimento antiviral nanoestruturado em spray contendo nanopartículas de prata capaz de combater e inativar o COVID-19 TNS Nanotecnologia
Escudo antisséptico em spray nanoencapsulado Ipel Itibanyl

Iniciativas EMBRAPII contra o Coronavírus

A EMBRAPII é uma Organização Social com Contrato de Gestão com os Ministérios de Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações; Educação e também Saúde. A instituição adotou uma série de medidas que irão contribuir para o desenvolvimento de projetos emergenciais como este com o objetivo de viabilizar soluções que unam a pesquisa ao setor empresarial. Tudo de forma rápida, flexível e sem burocracia. Veja algumas ações:

•        R$ 6 milhões destinados a PD&I desenvolvidas por startups e pequenas empresas. Desse total, R$ 2 milhões vieram da parceria com o SEBRAE. As tecnologias podem incluir softwares, sistemas inteligentes, hardware, peças, equipamentos médicos, entre outros;

•        O modelo tradicional da instituição, que arca com até 1/3 do valor dos projetos com recursos não reembolsáveis, foi flexibilizado. Para atender a esta demanda emergencial, o estímulo será maior e avaliado de acordo com a necessidade de cada proposta.

arrow-down arrow-left arrow-right arrow-up Close Contato E-mail Facebook Google Home Instagram Linkedin local minus phone Pinterest plus Busca comparilhar telephone Twitter user view YouTube line-contact line-email line-facebook line-google line-home line-instagram line-linkedin line-local line-phone line-pinterest line-plus Busca line-share line-telephone line-twitter line-user line-youtube