Com apoio da EMBRAPII, a solução tecnológica vai trazer conhecimento para explorar o espaço e traçar estratégias para indústria nacional

O primeiro satélite desenvolvido integralmente pela indústria brasileira estará pronto para ser lançado em órbita no início  de 2022.  Além do avanço à indústria de defesa e espacial, a tecnologia será capaz de produzir informações que orientem o direcionamento de políticas públicas em diversas áreas e a tomada de decisão estratégicas em diversos setores industriais.

Fruto da parceria entre a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), a Unidade EMBRAPII Instituto Senai de Inovação (ISI) em Sistemas Embarcados e a empresa Visiona Tecnologia Espacial, O projeto-piloto servirá para adquirir conhecimento para o desenvolvimento de satélites comerciais.

Com peso de 10 kg e com dimensões de 30cm x 20cm x 10cm – pouco maior que uma caixa de sapatos, o nanossatélite permite o desenvolvimento e a validação de tecnologias espaciais, como sistemas de navegação, além de sistemas de supervisão de bordo e de rádio definido por software, considerados hoje como as principais lacunas tecnológicas da indústria espacial brasileira.

No espaço, o satélite irá coletar dados e imagens, que serão enviados a uma estação de controle em terra. Assim o nanossatelite também traz outras possibilidades, entre elas negócios ligados à conectividade, como Cidades Inteligentes, o monitoramento da agricultura e da pecuária em locais afastados, identificando prevenção de tragédias naturais como enchentes e deslizamentos de terras.

arrow-down arrow-left arrow-right arrow-up Close Contato E-mail Facebook Google Home Instagram Linkedin local minus phone Pinterest plus Busca comparilhar telephone Twitter user view YouTube line-contact line-email line-facebook line-google line-home line-instagram line-linkedin line-local line-phone line-pinterest line-plus Busca line-share line-telephone line-twitter line-user line-youtube