I. SOBRE PROJETOS COOPERATIVOS

O projeto cooperativo consiste no desenvolvimento de soluções inovadoras e envolve duas ou mais empresas que compartilham o mesmo desafio tecnológico ou que tenham interesses em comum e/ou complementares. Os projetos podem ser estruturados, por exemplo, por fornecedores e clientes da mesma cadeia produtiva, empresas de diferentes portes (incluindo startups), empresas concorrentes que vão utilizar o resultado em estratégias próprias de desenvolvimento, ou ainda empresas parceiras na comercialização da solução. Como a inovação é desenvolvida na fase pré-competitiva, a cooperação é uma alternativa capaz de reduzir custos e riscos a todas empresas envolvidas no projeto.

Para viabilizar seus projetos de PD&I e contar com apoio financeiro e tecnológico, a empresa deve procurar a EMBRAPII ou diretamente uma das Unidades EMBRAPII (centros de pesquisas credenciados) que atenda o desafio tecnológico da proposta.  Atualmente, há  57 Unidades em 15 estados brasileiros e no DF com diferentes competências técnicas. Como o fluxo de recursos da EMBRAPII é contínuo, não é necessário esperar edital para apresentar uma proposta de PD&I e ter apoio não reembolsável da EMBRAPII. Verifique aqui as áreas de competência e entre em contato.

No modelo tradicional, a EMBRAPII financia até 1/3 do valor dos projetos de PD&I com recursos não reembolsáveis. O restante é acordado e dividido entre a Unidade EMBRAPII e as empresas, da forma em que julgarem mais conveniente.

Para projetos cooperativos que envolvam pelo menos duas empresas, sendo uma delas de menor porte, com ROB anual até R$ 90 milhões, os recursos não-reembolsáveis da EMBRAPII podem chegar até 50% do valor total do projeto.

O mesmo acontece para projetos cooperativos ligados às áreas de Internet das Coisas (IoT), Manufatura 4.0 e de Mobilidade e Logística. A linha de financiamento para esses projetos é até 50% do valor. Vale ressaltar que os projetos de IoT podem abranger as mais diversas áreas de atuação, como saúde, agricultura de precisão e Cidades Inteligentes.

Sim, empresas de todos os portes e setores podem se unir e apresentar projetos. E todos os tipos de tecnologias podem ser explorados.

Qualquer empresa que deseja realizar projetos de PD&I em cooperação com uma ou mais parceiras pode apresentar uma proposta, independentemente da quantidade de CNPJs envolvidos ou do porte das empresas: é possível unir empresas do mesmo tamanho ou de portes diferentes, empresas do mesmo setor, empresas que já trabalham juntas ou que pretendem começar a trabalhar, ou qualquer outra estrutura que seja interessante às  empresas.

A propriedade intelectual (PI) da EMBRAPII é discutida projeto a projeto. As empresas devem negociar diretamente entre si e com a Unidade EMBRAPII, obedecendo as regras estabelecidas no Manual de Operação EMBRAPII (item 5.2 do Manual). Acesse aqui!

De modo geral, as empresas são livres para negociar entre si o aporte da contrapartida  da empresa (s) no projeto. As negociações ocorrem entre as empresas e, caso alguma, deseje arcar com todos os investimentos não há impedimento. No entanto, todas as responsabilidades das empresas envolvidas devem constar em contrato.

A exceção são os projetos no âmbito do contrato EMBRAPII e Sebrae. Para esses projetos cooperativos que envolvam empresas de portes distintos, há obrigação de aporte financeiro mínimo tanto para a empresa de maior porte como para a micro ou pequena empresa envolvidas no projeto.

A EMBRAPII se tornou referência para o setor produtivo com um modelo ágil, flexível, sem burocracia e sem necessidade de edital para projetos de inovação. Os projetos cooperativos são realizados com base nos mesmos princípios. A construção de todas as etapas é feita pelas empresas em conjunto com a Unidade EMBRAPII, desde a transformação do desafio tecnológico em escopo de projeto até o desenho do instrumento jurídico que irá amparar a parceria.  O fluxo de recurso não reembolsável da EMBRAPII é contínuo e, a qualquer tempo, a empresa pode desenvolver seu projeto em parceria com a Unidade EMBRAPII. Não é preciso esperar edital.

Além disso, a EMBRAPII ainda acompanha o desenvolvimento dos projetos, e disponibiliza uma rede com centros de pesquisa de excelência com equipamentos de ponta e profissionais habilitados em atender a demanda da empresa por inovação. Mais de 90% das empresas apoiadas pela EMBRAPII aprovam o modelo de gestão da Organização.

Os benefícios são inúmeros, entre eles: compartilhamento de esforços, troca de conhecimento, divisão de custos e riscos, aumento de competitividade da empresa e, quando é o caso, fortalecimento da cadeia produtiva.

Sim. No projeto de PD&I, outra Unidade EMBRAPII pode ser envolvida ou subcontratada para colaborar com o desenvolvimento da tecnologia.

É possível conhecer as competências da rede de Unidades EMBRAPII por meio do nosso site, clicando aqui.

No link, você encontra  aquela que melhor se adequa ao seu projeto. A EMBRAPII também promove o EMBRAPII DAY, um workshop que apresenta para as empresas toda a infraestrutura para P&D e os modelos de negócio e gestão oferecidos pela EMBRAPII. O evento é gratuito, customizado para atender os temas de interesse das empresas e acontece sob demanda. Também pode ser realizado com mais de uma empresa com desafios comuns e interesse em realizar projetos cooperativos, a exemplo do EMBRAPII Day que reuniu o Cluster Automotivo Sul Fluminense.

Atualmente, em virtude da pandemia do Coronavírus, ele é realizado de forma online e segura. Você pode agendar um encontro clicando aqui.

A EMBRAPII incentiva o encontro entre pequenas empresas e startups de base tecnológica e empresas de médio e grande porte em projetos cooperativos. O contrato entre a EMBRAPII e Sebrae apoia o aporte financeiro para a pequena empresa na medida que em reduz em até 70% o valor de sua contrapartida financeira no projeto.*

Há ainda incentivos específicos a projetos cooperativos com empresas de menor porte na área de Internet das Coisas (IoT) e Manufatura 4.0 e de Mobilidade e Logística, em que os recursos não reembolsáveis da EMBRAPII podem alcançar até 50% do valor projeto de PD&I.

*sujeito à disponibilidade de recurso do Sebrae.

A EMBRAPII mantém parcerias internacionais para o desenvolvimento de PD&I pela indústria brasileira em parceria com empresas estrangeiras. A proposta é promover o compartilhamento de conhecimento entre os países por meio da inovação industrial.

Há acordos com a União Europeia, Israel, República Tcheca, Alemanha, Suíça, Suécia, EUA e Reino Unido. Para o desenvolvimento de projetos internacionais, é necessário esperar a abertura de Chamada das Agências Estrangeiras parceiras. Acompanhe as oportunidades abertas pelo link.

Entre concorrentes: Quatro grandes empresas concorrentes da área de Higiene, Perfumaria e Cosméticos: Boticário, Yamá, TheraSkin Farmacêutica e Natura se uniram para compartilhar a produção de uma nova técnica de nanoencapsulação, que melhora a eficiência de princípios ativos nos produtos.

União de Médias e pequenas empresas: grupo de 11 pequenas e médias empresas que dividem os riscos de um projeto milionário. Concorrentes, os fabricantes de bateria de reposição se uniram para atender o mercado de veículos com sistema start stop, que deve se transformar radicalmente nos próximos três anos.

Entre empresas do setor de Mobilidade e Logística: Entidades empresariais e fornecedores da indústria automobilística (Fiat Chrysler Automobiles, CBA – Companhia Brasileira de Alumínio, Novelis, Aethra e 6PRO Virtual and Practical Process), se uniram para desenvolver ligas de alumínio inovadoras, que propiciem redução de peso e maior resistência. A inovação dará maior segurança veicular, economia de combustível e redução de emissões de CO2 no meio ambiente.

Com Startup: a startup Horus firmou parceria com a BASF para desenvolver um software para drone de monitoramento agrícola que detecta os locais de maior infestação de pragas e vegetação doente no cultivo de soja. Em geral, o processo convencional no combate a ervas daninhas é baseado na verificação periódica do plantio e algumas medidas acabam sendo adotadas tardiamente. O software agilizará o processo, permitindo um monitoramento preventivo e de maior abrangência, além de evitar o uso de herbicidas nas áreas saudáveis.

 

 

arrow-down arrow-left arrow-right arrow-up Close Contato E-mail Facebook Google Home Instagram Linkedin local minus phone Pinterest plus Busca comparilhar telephone Twitter user view YouTube line-contact line-email line-facebook line-google line-home line-instagram line-linkedin line-local line-phone line-pinterest line-plus Busca line-share line-telephone line-twitter line-user line-youtube