25/02/2016

Pesquisadores do Polo EMBRAPII IF Espírito Santo já começaram a desenvolver os projetos de inovação firmados com o Centro de Pesquisas da ArcelorMittal para a América do Sul. No valor total de R$ 423 mil, os seis projetos firmados desenvolverão melhorias nos processos e produtos da indústria do aço. Este pacote de projetos representam o início das atividades do Polo, credenciado no ano passado para desenvolver projetos de inovação na área de Metalurgia e Materiais.

Os pesquisadores têm como foco o desenvolvimento de inovações que possam gerar redução de custos e elevação da qualidade de materiais, assim como a melhoria de aspectos relacionados à segurança do trabalho, controle ambiental, preservação de recursos como água e energia, entre outros. Outra meta do acordo assinado é promover a formação de novos pesquisadores, por meio da integração de alunos do Polo às equipes de desenvolvimento.

A assinatura do acordo também é um marco histórico para a empresa, como destacou Charles de Abreu Martins, gerente do centro de pesquisas. “Iniciamos nossas atividades no começo de 2015 e este é nosso primeiro acordo com uma instituição acadêmica externa. Estamos muito felizes por dar este passo junto com o Polo, uma organização fundamental para a formação de profissionais e para a busca da inovação, alinhada, portanto, aos nossos principais objetivos”, disse. O Centro de Pesquisas da ArcelorMittal para a América do Sul é o 12º da estrutura mundial do Grupo e foi instalado na cidade de Serra (ES) no primeiro semestre de 2015. Com investimento de US$ 20 milhões para os próximos cinco anos, pretende alavancar a produção científica voltada para a inovação, estimulando a busca por soluções sustentáveis para toda a cadeia produtiva do aço.

Sobre os Polos IF – A EMBRAPII credenciou cinco Polos IF, que são os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, ligados ao Ministério da Educação (MEC), com a proposta de promover o aumento da competitividade e da produtividade do parque industrial nacional pelo desenvolvimento da pesquisa aplicada. Além do Espírito Santo, foram selecionados os Institutos Federais da Bahia, na área de equipamentos médicos; do Ceará, em sistemas embarcados e mobilidade digital; Fluminense, no Rio de Janeiro, em monitoramento e instrumentação para o ambiente; e Minas Gerais, em sistemas automotivos inteligentes. Os planos de ação totalizam, para o período de execução, o valor de R$ 86,8 milhões.

arrow-down arrow-left arrow-right arrow-up Close Contato E-mail Facebook Google Home Instagram Linkedin local minus phone Pinterest plus Busca comparilhar telephone Twitter user view YouTube line-contact line-email line-facebook line-google line-home line-instagram line-linkedin line-local line-phone line-pinterest line-plus Busca line-share line-telephone line-twitter line-user line-youtube