Notícias

EMBRAPII vai a Manaus e apresenta modelo de financiamento para alavancar inovação na área de manufatura 4.0

Serão dois eventos: na sede da fábrica da Honda e na FIEAM, ambos no próximo dia 07 de março

A EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, estará presente no próximo dia 7 de março, em dois eventos no estado do Amazonas, ambos na cidade de Manaus.

O primeiro acontece na sede da fábrica Moto Honda e será um encontro com 26 empresas fornecedoras de componentes e acessórios necessários para a fabricação de motocicletas da marca. A Moto Honda da Amazônia, em Manaus, é maior unidade de produção de motos Honda no mundo.

Já o segundo é promovido pela Federação das Indústrias do Estado da Amazônia (FIEAM) e visa o fomento de projetos de inovação para a indústria amazonense. O evento irá contar com a presença de 120 empresários do setor industrial da região, que pretendem desenvolver projetos ligados a indústria 4.0, além de debater os desafios que devem ser superados para que a indústria nacional seja inserida nos moldes da indústria de manufatura 4.0.

Ambos têm o objetivo identificar as demandas por inovação dos setores e apresentar o modelo de financiamento da EMBRAPII às empresas e empresários.

A EMBRAPII é uma empresa ligada ao governo federal que financia, sem burocracia e com agilidade, 1/3 dos projetos de inovação com recursos não reembolsáveis. Com a disponibilidade do recurso é possível estimular a indústria a potencializar a competitividade, tanto no mercado interno quanto no mercado internacional.

Atualmente, 42 instituições tecnológicas em todo o Brasil são credenciadas pela EMBRAPII para realizar pesquisas tecnológicas. Em Manaus, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) é uma destas unidades, apta a pesquisas na área de manufatura avançada.

FINANCIMENTO EMBRAPII

A EMBRAPII – A Empresa mantém contrato de gestão com o Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Ministério da Educação (MEC) e atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, tendo como foco as demandas empresariais e como alvo o compartilhamento de risco na fase pré-competitiva da inovação.

O financiamento da instituição obedece a seguinte regra geral: a EMBRAPII pode investir até 1/3 das despesas das Unidades com projetos de PD&I (recursos não-reembolsáveis), enquanto o restante é dividido entre a empresa parceira e a Unidade. Ao compartilhar riscos de projetos com as entidades (por meio da divisão dos custos do projeto), estimula-se o setor industrial a inovar mais e com maior intensidade tecnológica para, assim, potencializar a força competitiva das empresas no mercado interno e internacional.