O Instituto SENAI de Inovação em Metalurgia e Ligas Especiais (ISI MLE) oferece soluções inovadoras em produtos e processos metalúrgicos. Com sete laboratórios e duas plantas-piloto, instalados em uma área construída de 2.500 m², em Belo Horizonte (MG), o Instituto possui um conjunto completo de equipamentos de ponta e infraestrutura abrangente para atender às empresas do setor siderúrgico, produtores de não ferrosos e toda a cadeia industrial associada a estes segmentos. Os serviços oferecidos permitem melhorar o desempenho de ligas metálicas por meio de métodos modernos, como simulações computacionais, de conformação a quente e tratamentos térmicos.

O ISI MLE faz parte do Centro de Tecnologia e Inovação (CIT), uma unidade do SENAI criada em 2011 por meio de convênio com o estado de Minas Gerais, originada da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (CETEC). Desta forma, o ISI MLE alicerçou sua competência em pesquisadores e laboratórios do setor de Tecnologia Metalúrgica do CETEC.

Grande número de projetos de pesquisas e prestações de serviços tecnológicos foram executados, desde a implantação do CETEC em 1972, até sua transformação em SENAI. O ISI em Metalurgia e Ligas Especiais possui, por este motivo, larga experiência no trabalho conjunto com indústrias do setor mínero-metalúrgico de Minas Gerais e do País.

Com o objetivo de promover o aumento da competitividade da indústria brasileira por meio da transferência de conhecimentos, pesquisa aplicada e inovação, o ISI MLE renovou suas instalações laboratoriais, a partir de 2011, com recursos da ordem de 32 milhões de reais provenientes do BNDES e do Senai – DR/MG. Cabe destaque a aquisição de softwares e base de dados para simulação termodinânica computacional, microscópio eletrônico de varredura de alta resolução – FEG com EDS e EBSD, microscópio eletrônico de transmissão com EDS, microscópios óptico e confocal, difratômetro de raios-X, máquina de ensaios de fadiga e tenacidade à fratura, medidor simultâneo TG-DTA/DSC, dilatômetro de têmpera com deformação, simulador de processos (Gleeble) e fornos para elaboração de ligas.